6 de agosto de 2015

VOU ASSIM #7

Já vamos a meio da fase final e nem por isso me sinto ansiosa. Tirando as correrias do dia a dia, a sobrecarga do trabalho e querer deixar tudo perfeito para a sua chegada, sinto-me bastante tranquila. O mesmo já não se pode dizer da curiosidade que tenho por conhecê-la! Será parecida comigo ou com o pai? Feitio do pai, feições da mãe, hum... não seria mau (ao contrário é que seria tramado, principalmente no que toca a feitio da mãe). Que venha cheia de saúde e garra para enfrentar o mundo real, é tudo o que quero. 

Ontem, chegou-nos uma surpresa. Uma doce surpresa da tia de coração. Num dia apetece-me gomas, ao outro satisfazem-me as vontades. Isto de andar a ser mal habituada, vai deixar saudades. Ai se vai! 
Nesta última fase, tenho sentido alguma dificuldade em variar os conjuntos, conta-se pelos dedos as peças que me servem e onde me sinto realmente confortável. Este vestido da Sucre Et Sel tem levado um treininho, que nem é bom! É um resistente e parece-me que vai durar até ao fim. Super simples, com apenas um pormenor rendado, 100% algodão e eu adoro vesti-lo porque não aperta, não é quente e sinto-me super, super bem com ele. Estou a tentar resistir a não comprar nada, afinal já falta pouco, mas o que custa realmente, é eu adorar de variar e agora as ideias fogem-me por entre os dedos. 




Beijos lambareiros,
Lígia Antelo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...